Na exposição de meu céu interior: o coração

Textos




Sonhos Irrealizados

Tudo é passado em meu querer distante.
Deixei para trás sonhos arquivados,
No tempo da memória agonizante,
Onde impiedosa, foram já quebrados.

Em meu sonhar brilhava a luz pujante,
Como raios de um luar muito prateados,
Carregados de cor alucinante,
Que hoje vejo todos sonegados.

De sonhos a minh´alma construtora,
De ilusões e quimeras abaladas,
Seja mais um espectro e portadora,

De descrenças e águas já passadas,
Tornando-se somente em sonhadora,
De engano e tolices camufladas.


 
Ruth Gentil Sivieri
Enviado por Ruth Gentil Sivieri em 01/11/2018
Alterado em 21/03/2019
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras