Na exposição de meu céu interior: o coração

Textos


O BARCO


 
Na imensa onda do mar, um barco levava um coração,
ora cheio de esperanças, alegre e palpitante;
ora triste, vertendo lágrimas, como se o apertassem com mãos férreas.
E o barco seguia, jogado pelas altas marés, rumo
ao tudo, rumo ao nada.
Batia em pedras, tombava e dentro dele o coração
descompassava qual louco.
Quando vinha a calmaria, ficava esperançoso para chegar ao seu destino.
Que destino?
Que é do barco?
Que é do coração?
Desapareceram em meio às águas bravias
e jaz no fundo do mar....

 
Ruth Gentil Sivieri
Enviado por Ruth Gentil Sivieri em 24/10/2011

Música: Swan - Piano

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras