Na exposição de meu céu interior: o coração

Textos

QUANDO SETEMBRO VIER


Quando setembro chega em alegria,
há flores pelo chão em noite fria,
trazendo a primavera.
Os dias são mais claros e bonitos,
as nuvens não fazendo mais atritos,
onde o sorriso impera.

Pássaros que revoam pelos ares,
borboletas cintilam nos pomares,
tudo que Deus nos deu.
A meninada brinca em algazarra,
enquanto ao longe zune uma cigarra,
em grande jubileu.

Os mares com suas águas mais tranquilas,
que ao longe nem podemos mais ouvi-las,
pois tudo é calmaria.
Parecendo que Deus acende o mundo,
e acorda os poetas para em um segundo,
virar tudo poesia.

É a bela primavera ostentosa,
que chega em grande gala e poderosa,
mostrando: Aqui estou!
Na grande reverência que fazemos,
é ao nosso Pai que agradecemos,
dizendo: Feliz, sou!


************


25/08/2011







Ruth Gentil Sivieri
Enviado por Ruth Gentil Sivieri em 26/08/2011
Alterado em 30/08/2011

Música: Barcarole - Andre Rieu

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras