Na exposição de meu céu interior: o coração

Textos


Passou...

A lembrança de ti, do teu perfume,
faz-me sentir teu doce palpitar;
permaneces em mim como um ardume,
e a tua ausência só me faz chorar.

Inda me lembro até de teu queixume,
quando chegava a hora de voltar.
E eu deixava que o manto do ciúme,
te envolvesse e eu pudesse então, ficar.

E hoje, desolada, penso em ti.
Porém, uma alegria faz-me crer,
que aquele imenso amor, o qual não vi,

era uma glória por nós dois sonhada.
Agradecendo agora os bons momentos,
e a certeza de que sempre fui amada


*******

22/08/2011




Ruth Gentil Sivieri
Enviado por Ruth Gentil Sivieri em 22/08/2011

Música: Swan - Piano

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras